Ensino Fundamental
   Ar
   Água
   Meio Ambiente
   Unidade de Medida
   Matéria e Energia
   Ligações Químicas
   Misturas
   Reações Químicas
   Quím. Inorgânica
   Radioatividade
  Mais [+]
 Ensino Médio
   Química Geral
   Modelos Atômicos
   Tabela Periódica
   Ligação Química
   Reações Químicas
   Estequiometria
   Soluções
   Termoquímica
   Cinética Química
   Isomeria
   Reações Orgânicas
  Mais [+]
 História da Química
 Biografias

 Laifis de Química
 Área dos Professores
 Fórmulas e dicas
 Dicionário de Química
 Vídeos

 Jogos On-line
 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Química no cotidiano
 Curiosidades
 O que o Químico faz?
 Indicação de livros
 Fale conosco

 
Busca Geral

 

MARIE CURIE

Marie Skodowska Curie nasceu na Polônia, em Varsóvia, antigo Império Russo, no dia 07 de novembro de 1867.
Foi uma famosa personagem da história da ciência. A primeira mulher a ganhar dois Prêmio Nobel, destacando-se como pesquisadora nas Universidades, numa época em que esta área era dominada pelos homens.
Sua maior contribuição para a ciência foi a descoberta da radioatividade e de novos elementos químicos.
Com a ajuda financeira de sua irmã, mudou-se para Paris, ainda jovem.
Licenciou-se em Matemática e Física na Sorbonne. Foi a primeira mulher a lecionar nesta escola.
Em 1895, Marie casou-se com Pierre Curie, um professor de Física.
Em 1896, Henri Becquel incentivou Marie a estudar as radiações dos sais de urânio que ele havia descoberto.
Com seu marido, Marie começou o estudo dos materiais que emitiam radiação afim de encontrar novos elementos, assim como o mineral pechblenda.
Em 1898, descobriram que realmente havia algum componente que liberava mais energia que o urânio. No dia 26 de dezembro, Marie Curie anunciou a descoberta à Academia de Ciências de Paris.
Depois de muitos anos de trabalho, conseguiram isolar dois elementos químicos. O primeiro chamou-se polônio, em homenagem à origem de Marie Curie e o outro elemento chamou-se rádio devido à sua radiação.
O casal nunca patenteou o processo de obtenção que desenvolveram.
As palavras radioativo e radiação foram inventados pelo casal para caracterizar a energia liberada espontaneamente por este novo elemento químico.
Em 1903, ela recebeu junto com Pierre e Becquel, o Prêmio Nobel de Física pelos estudos de radiação.
Neste mesmo ano, tornou-se doutora.
Em 1906, seu marido Pierre morre num acidente e Marie assume seu lugar como professora de Física Geral, na Sorbonne.
Em 1911 recebeu outro Nobel, pela descoberta dos elementos polônio e rádio.
Foi nomeada Diretriz do Laboratório Curie no Instituto do Radium, da Universidade de Paris, fundado em 1914.
Visitou o Brasil para conhecer as águas radioativas de Lindóia.
Em 1922 tornou-se membro associado livre da Academia de Medicina. Fundou o Instituto do rádio.
Marie Curie morreu na França em 1934 de leucemia. Possivelmente, ela desenvolveu esta doença devido à grande exposição à radiação durante sua carreira.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2017 SóQ. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.