Você está em Ensino fundamental > Ar

Composição do ar

O ar atmosférico é formado por vários gases, vapor d'água, microrganismos e impurezas (poeira e fuligem).

Entre os gases existentes na atmosfera, temos: oxigênio, gases nobres (hélio, neônio, argônio, criptônio, radônio, xenônio), nitrogênio e gás carbônico. A tabela a seguir mostra a quantidade (porcentagem) de cada gás na atmosfera, sendo o nitrogênio o que existe em maior quantidade.

GÁS

QUANTIDADE EM %

OXIGÊNIO

21

GASES NOBRES

0,91

NITROGÊNIO

78

GÁS CARBÔNICO

0,03


A quantidade de vapor d'água, microrganismos e impurezas depende de alguns fatores, como por exemplo o clima, a poluição e os ventos. Então, estes são componentes variáveis do ar atmosférico.

Componentes constantes do ar

Nitrogênio

É o gás mais abundante do ar (78%). Sua fórmula química é N2, ou seja, uma molécula de nitrogênio é formada por dois átomos de nitrogênio.

Os animais e as plantas não aproveitam o nitrogênio do ar, mas existem alguns seres vivos que conseguem aproveitá-lo e transformá-lo em sais nitrogenados, como os nitratos. Estes seres vivos são as bactérias que vivem em raízes de plantas leguminosas (feijão, soja e ervilha).

O ciclo começa com o gás nitrogênio penetrando no solo. As bactérias o absorvem, transformando em nitratos que são cedidos, em partes para as plantas. Estas plantas utilizam os nitratos para produzir proteínas, que fazem parte do corpo vegetal.

Animais herbívoros comem estas plantas adquirindo para si as proteínas. Animais carnívoros comem os herbívoros, transferindo para eles as suas proteínas. Quando um animal morre é decomposto por bactérias e fungos, que retornam ao solo e mais tarde absorvidos por outra planta. E assim, iniciando o ciclo do nitrogênio novamente.

Oxigênio

Cerca de 21% do ar da atmosfera é de gás oxigênio. Nosso organismo não consegue ficar muito tempo sem respirar. Precisamos do ar atmosférico porque ele contém oxigênio, responsável pela respiração. O oxigênio atua na “queima” dos alimentos, produzindo energia necessária para o funcionamento dos nossos órgãos, assim eles conseguem se manter em atividade. Também serve como gás comburente, que alimenta a combustão (queima).

Quando um ser vivo utiliza o gás oxigênio para a respiração, damos o nome de seres aeróbicos (plantas e animais). Quando não usam o gás oxigênio para a respiração ou “queimar” seus alimentos, damos o nome de seres anaeróbicos (algumas bactérias).

O O2 pode, no entanto, causar danos ao homem. Quando entra em contato com o ferro (Fe) provoca a chamada ferrugem, que destrói carros, máquinas portões, navios e etc.

4Fe +3 O2   →2 Fe2O3

Gás carbônico

Este gás, com fórmula química CO2, é essencial para a vida dos vegetais na realização da fotossíntese, que produz glicose e energia. A glicose é armazenada em forma de amido e pode ser utilizada na produção de celulose. Para a realização da fotossíntese é necessário:

- clorofila (substância de cor verde que absorve energia luminosa);
- luz do Sol;
- água;
- gás carbônico

Quando há presença de luz solar (absorvida pela clorofila), o gás carbônico do ar e a água do solo retirada pelas raízes é levada até as folhas e se transforma em glicose e gás oxigênio. A glicose é usada como fonte de energia ou para fazer outra substância e o oxigênio é liberado para o meio ambiente.

Gases nobres

Dificilmente se combinam com outras substâncias, por isso são nobres. São eles: hélio (He), Neônio (Ne), Argônio (Ar), criptônio (Kr), Xenônio (Xe) e Radônio (Rn). São isolados e utilizados pelo homem:

- em flashes, máquinas fotográficas (Xe);
- em letreiros luminosos (Ne, Kr);
- para encher balões (He);
- em aparelhos utilizados para tratamento de câncer (Rn);
- no interior de lâmpadas (Ar).

O gás Hélio é muito leve. O gás neônio também é chamado de gás-neon. Ele produz luz vermelha e laranja.

O criptônio produz uma luz verde-azulada.

Componentes variáveis do ar

Vapor d'água

O vapor d'água da atmosfera vem da evaporação da água dos mares, rios e lagos; respiração dos seres vivos; transpiração das plantas; evaporação da água do solo e evaporação da água de dejetos (fezes e urina de animais).

Esta umidade (vapor d água) é importante para os seres vivos porque ajuda na formação das nuvens. Em alguns locais, onde há baixa umidade, muitas pessoas apresentam dificuldade na respiração. É o caso da região centro-oeste do Brasil. Nestes casos, é recomendado colocar recipientes com água perto da cama. Isto acontece para que o vapor d água umedeça a mucosa das vias respiratórias (nariz, faringe).

Poeira

É formada por várias partículas sólidas que se depositam nos móveis, utensílios domésticos, estradas, telhados, etc. Na atmosfera, é possível ver a poeira.

Fumaça

Quem mais produz fumaça com fuligem são as fábricas que não têm filtros nas suas chaminés. A fuligem, que tem cor escura, é formada por substâncias como chumbo (Pb). Causa sérios danos ao aparelho respiratório.

A fumaça que sai de automóveis, ônibus e caminhões contém dióxido de enxofre (SO2), monóxido de carbono (CO), dióxido de nitrogênio (NO2) e hidrocarbonetos.

Microrganismos

Estão em grandes quantidades na atmosfera. Muitos são responsáveis por doenças como o tétano, tuberculose e gripe.

Alguns não causam doenças e ajudam na decomposição de organismos mortos e na fabricação de antibióticos. Outros, como o bacilo láctico, se desenvolvem no leite, produzindo a coalhada.

  

Como referenciar: "Composição do ar" em SóQ. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 21/07/2018 às 12:28. Disponível na Internet em http://soq.com.br/conteudos/ef/ar/p1.php